Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Como criar um bom mailing de clientes para a sua pequena empresa

Começar um negócio não é fácil. Isso porque é preciso ter uma boa ideia, criar processos e conquistar clientes. Ao falar de captação de clientes sempre esbarramos com o termo “mailing de clientes”, mas afinal o que é isso?  

Mailing de clientes é uma lista com os e-mails dos seus clientes ou possíveis clientes (leads). Ela serve para criar uma relacionamento com essas pessoas.

O número de e-mails cadastrados não é necessariamente o importante nesse caso. O diferencial está em ter os contatos certos, aqueles que gerarão os melhores resultados futuramente.

Por que minha pequena empresa precisa de um mailing de clientes?

Porque não faz sentido, em um mundo digital, não utilizar a internet para gerar vendas, e o mailing de clientes torna possível o envio de e-mail marketing, que serão responsáveis pelas suas vendas online.

Por menor que seja a sua empresa, ela precisa de um bom site, redes sociais bem gerenciadas e várias formas de contato para que seja feito um bom atendimento.

O mailing de clientes é construído através de conteúdos online, no site ou blog da empresa, e criam um relacionamento entre marca e clientes, que são auxiliam nas vendas futuras.

Como vou conseguir que meus clientes me forneçam seus e-mails pessoais?

Pedindo, é claro! Mas se fosse tão fácil assim não haveria um artigo inteiro só para tratar desse assunto. Isso porque para conseguir um mailing de clientes é preciso gerar valor.

Mas como assim gerar valor? Vamos explicar.

Ninguém gosta de ter sua caixa de entrada lotada e-mails que não lhe interessam. Quando é assim a maioria das pessoas apenas exclui o conteúdo sem nem abrir.

Por isso, não adianta fazer o cadastro de um cliente e utilizar o e-mail dele para enviar conteúdos que ele não tem interesse.

Sendo assim…

Não compre listas de e-mail

Esta é a pior forma de criar seu mailing de clientes, isso porque estes não são os seus clientes! Você apenas comprou uma lista de e-mails aleatórios e está incomodando quem não te deu permissão para isso.

Além disso, enviar e-mails para quem não te deu permissão pode fazer seus conteúdos serem enviados diretamente para a caixa de spam de todos os seus contatos.

Isso porque quando muitas pessoas apagam seu e-mail sem ler ou o marcam como spam, as plataformas de correio eletrônico como o gmail, por exemplo entendem que seu e-mail é indesejado e suas chances de ir automaticamente para a caixa de spam aumentam.

Seu mailing de clientes deve ser composto apenas por clientes que disponibilizaram  por livre e espontânea vontade seus dados para você.

E para conseguir isso, é preciso oferecer algo em troca dos e-mails, o que nos leva a próxima dica.

Ofereça material rico em troca dos e-mails

Oferecer uma recompensa digital mediante cadastro de dados é uma maneira bastante efetiva de conseguir seu mailing.

Este material rico pode ser uma palestra em vídeo, uma vídeo-aula, um e-book, uma planilha, entre outras coisas, que serão baixadas após o usuário disponibilizar seus dados e e-mail.

Como essas pessoas se interessaram pelo seu conteúdo que estará alinhado com o serviço ou produto que você vende elas podem ser consideradas clientes em potencial (leads).  

Isso torna ainda mais interessante o lead que você conquistou, pois o conteúdo dos e-mails marketings que você enviará também será relevante para este público.

Dessa forma, ao invés de tentar convencer alguém a comprar o seu produto, você captará seus leads, criará com eles relacionamentos e só depois venderá o produto.

Esses clientes, que já tem um relacionamento com a sua marca, são mais baratos de serem conquistados e fidelizados.

Invista em conteúdo

E não só em materiais ricos, como falamos acima, mas em conteúdos simples também. Educar seu público é uma excelente formas de conseguir clientes e aumentar seu mailing.

Transmita seu conhecimento na rede. Escreva artigos, faça vídeos, podcasts, webinars, ou seja, utilize todas as ferramentas que você tiver para criar conteúdo para o teu público.

Com bons conteúdos publicados você garante engajamento e audiência para a sua marca e aumenta consideravelmente as chances de receber cadastros para o seu mailing de clientes.

Faça bom uso dos CTAs

O CTA (call to action) é o responsável por manter seus clientes dentro do funil de vendas e fazendo o caminho que você gostaria que ele fizesse.

É aquela chamada encontrada ao final de textos e vídeos, ou mesmo dentro de sites de vendas online, em que o internauta é convidado a tomar uma determinada ação.

Por exemplo, um botão com os dizeres “compre agora” é um CTA para compra de um produto. No caso de textos para blog, CTAs convidando o leitor a abrir um texto do próxima etapa do funil ou um e-book são muito usados.

Nesse caso, é possível usar o CTA para convidar o leitor a baixar o e-book e mandá-lo diretamente para a sua landing page, onde ele disponibilizará seus dados.

E, voilá, mais um contato para o seu mailing de clientes.

8 indicadores que você deve monitorar no seu e-mail marketing

Saber se seus leads estão abrindo os e-mails que você manda é importante para saber se o conteúdo está de acordo com as expectativas dos destinatários, concorda?

Mas esse não é o único indicador que mostra se a sua campanha de e-mail marketing está sendo efetiva.

A seguir mostraremos 8 indicadores que você deve analisar para conseguir criar campanhas cada vez mais efetivas e adequadas ao seu público.

Taxa de abertura

Quantos pessoas abriam o seu e-mail? Dividindo esse número pelo número total de e-mails enviados você obtém a taxa de abertura da sua campanha.

Essa métrica nem sempre reflete a realidade, pois não há como saber se o cliente realmente leu o e-mail, ou se ele apenas abriu e apagou.

Taxa de crescimento da lista de e-mails

A taxa de crescimento da lista mostra como está sua captação de leads. Por exemplo, se sua lista de e-mails crescer 10% em junho e 15% em julho significa que suas campanhas estão atraindo mais leads.

Por outro lado, se a sua taxa de crescimento está caindo, talvez seu conteúdo não esteja sendo mais tão efetivo e precise ser repensado.

Taxa de inativação da lista

É normal que com o tempo alguns leads deixem de interagir com você ou mesmo alguns e-mails se tornem inativos. Por isso é um erro considerar todos os e-mails válidos.

Não existe uma fórmula correta para descobrir essa taxa de inativação, isso depende da empresa e do que cada uma considera um lead inativo.

Algumas consideram inativos aqueles que não fazem uma conversão há um determinado período de tempo, outras aqueles que não abrem e-mails a tempos.

Taxa de cliques

Essa taxa mostra quantas pessoas clicaram no link de dentro do seu e-mail marketing.

Então, por exemplo, se você coloca um CTA no seu e-mail marketing convidando a pessoa a baixar um e-book, a taxa de cliques será o número de pessoas que clicaram no link pelo dividido pelo número de pessoas que receberam o e-mail.

CTR (Click-through rate)

O CTR é um dos principais indicadores de sucesso de campanhas, pois ele analisa tanto a os cliques quanto a abertura.

O CTR é justamente a divisão entre clique e abertura, que nos leva a proporção real de pessoas que clicaram no seu CTA após abrirem o e-mail.

Para exemplificar, se uma campanha teve 20.000 e-mails abertos e 5.000 cliques então seu CTR foi de 40% (5.000/20.000).

Taxa de descadastro

A taxa de descadastro deflete quantas pessoas optaram por sair da seu mailing de clientes. Taxas de descadastro altas indicam sérios problemas de de conteúdo e frequência.

Se a sua taxa de descadastro está alta, é válido pensar em uma reformulação da política de envio de e-mail marketing.

Taxa de marcação de spam

Outro ponto que você precisa ficar de olho é a taxa de marcação de spam. Essa taxa precisa ficar sempre abaixo de 0,1%. Acima disso você pode ter problemas com os servidores de e-mail, como já explicamos anteriormente.

Eficácia da campanha

Analisar se o quanto a sua campanha foi efetiva é importante para se manter alinhado com as expectativas dos seus leads.

A eficácia pode ser verificada com a porcentagem de leads que viraram leads qualificados, ou com a porcentagem que viraram clientes de fato, isso vai depender da sua visão de eficácia.  

Agora que você já sabe como fazer e cuidar do seu mailing de clientes, aprenda também a criar um relacionamento duradouro com cliente e alavancar suas vendas!

 

Compartilhe:
Share on FacebookShare on LinkedInEmail this to someoneTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on Pinterest
Comentários

Deixar um comentário