Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

A importância do feedback: aprenda a técnica sanduíche

Garantir a satisfação e o desenvolvimento dos membros é sempre um desafio para os gestores pois existem muitos fatores que afetam esse quadro. Nesse cenário, entender a importância do feedback é fundamental para manter os membros motivados e em constante evolução.

Nosso objetivo hoje é mostrar a importância do feedback para as organizações e te apresentar uma técnica que costuma ter bons resultados: o feedback sanduíche.

Ficou interessado? Então continue a leitura.

O que é e qual é a importância do feedback?  

Feedback é o ato de dar ou receber um retorno sobre algum processo. No mundo empresarial, esse termo é muito usado para designar o retorno sobre alguma atividade.

Por exemplo, em processos seletivos é muito comum a prática do feedback para mostrar aos candidatos seu desempenho durante as fases do processo de seleção.

Até mesmo quando o candidato não é aprovado, a importância do feedback se faz presente, pois é através dele que a pessoa saberá o porquê da sua reprovação, e poderá se preparar ainda mais para a próxima oportunidade.

A reunião de feedback deve ser feita no próprio local de trabalho e que estejam presentes apenas o funcionários e o seu gestor. Isso evita burburinhos e exposições desnecessárias. 29

Conversas francas ajudam no relacionamento entre líder e liderado, criando uma relação de confiança entre eles.

Dessa forma vemos a importância do feedback não só nos processos seletivos, mas também dentro da organização, como um processo frequente.

A prática do feedback ajuda na retenção de membros

É isso mesmo. O feedback é capaz de diminuir a rotatividade de membros dentro da organização. Isso acontece porque o funcionário sente que é ouvido e valorizado na organização, aumentando sua satisfação com o trabalho.

Através do feedback, a empresa mostra que entende a importância do funcionário e se mostra preocupada com o seu bem estar.

Também é graças a uma boa reunião de feedback que são descobertos pontos de insatisfação dos membros e até problemas no clima organizacional.

Quando esses pontos que diminuem a motivação dos funcionários são resolvidos, o que resta são funcionários confiantes, engajados e felizes com o local em que trabalham e seus colegas.

Outro ponto positivo é o desenvolvimento dos membros

Ter uma cultura de feedback na sua empresa ajuda também no crescimento profissional dos membros. Sabemos que manter um funcionário é muito mais vantajoso financeiramente para a empresa do que contratar um novo.

Isso porque quando um membro novo entra na organização ele precisa aprender do zero todos os processos e práticas da empresa e leva um certo tempo para se adaptar.

Promover um funcionário que já está dentro da organização é mais fácil e mais rentável para a organização.

No entanto, para que um colaborador suba na hierarquia da empresa ele precisa dominar novas técnicas e desenvolver uma visão sistêmica da empresa como um todo.

Através da prática de feedback, o gestor guia o funcionário por onde ele deve ir, ou seja, o que ele ainda precisa aprender para atingir maiores cargos e como ele pode se desenvolver para alcançar esse objetivo.

Agora que você já sabe a importância do feedback, vamos mostrar como a técnica do feedback sanduíche pode ser benéfica.

O diferencial do feedback sanduíche

O feedback sanduíche baseia-se na ideia de se iniciar a conversa com algum ponto positivo do colaborador, em seguida, expor o ponto em que o funcionário pode melhorar e finalizar com um outro elogio.

A maioria das pessoas fica um pouco receosa quando vai para uma reunião de feedback e isso é normal pois lá vários pontos profissionais serão expostos.

Para driblar esse nervosismo, o elogio inicial vem para mostrar para o funcionário que o seu responsável está ciente das coisas boas que ele (o funcionário) está fazendo.

Em seguida é dito onde a empresa espera que aquele colaborador melhore. Isso é importante para que ele tenha a consciência de onde ainda pode se aperfeiçoar.

O elogio final “amacia” o membro e o torna mais receptivo aos comentários feitos durante a reunião, como uma espécie de morde-e-assopra.

Essa técnica de feedback se diferencia das demais porque trata o feedback de maneira mais humana

Explicando a analogia do sanduíche, os pães são os elogios que o líder dá ao subordinado, são eles que seguram o recheio, que é a parte mais importante.

O recheio são os pontos que precisam ser trabalhados. É a parte mais importante do sanduíche, mas geram tanto resultado sem os pães para dar o suporte.

Gestor: atente-se aos principais erros na hora de dar feedback

Vamos exemplificar agora os erros mais comuns nas reuniões de feedback para que você, gestor, não os cometa.

Generalizar atitudes e situações

É preciso se ater a fatos específicos durante a reunião de feedback para torná-la efetiva. Evite palavras como “sempre” e “nunca”, pois estas generalizam atitudes e acabam desmotivando o colaborador.  

Quando algum problema acontecer, foque no fato específico. Por exemplo, se o funcionário não entregou um relatório no prazo, exponha qual foi o relatório atrasado e porque isso é ruim.

Evite frases como “você atrasa com as suas entregas”, pois isso dificulta o processo de interiorização do erro, uma vez que o colaborador não sabe exatamente onde o problema ocorreu.

Demorar demais para dar o feedback

Esse é um erro muito comum nas organizações, uma vez que os gestores se acham ocupados demais para reservar um tempo para o feedback e acabam ficando muito tempo sem fazer essa reunião.

Isso é problemático porque as vezes o colaborador fica muito tempo sem saber que cometeu uma falha e, consequentemente, agindo da mesma maneira que não é a correta.

Focar apenas no negativo

Esse problema é solucionado quando o líder utiliza a técnica do feedback sanduíche na hora de falar com o seu funcionário.

Focar apenas nos pontos de melhoria é ruim pois desmotiva o funcionário, fazendo-o pensar que ele não está fazendo nada de certo e possivelmente nunca estará à altura daquela organização.

Por isso é imprescindível que em uma reunião de feedback sejam apontados, além dos pontos negativos, as qualidades e destaques daquele funcionário.

Não ter empatia

Empatia é o ato de se colocar no lugar do outro. Ela é essencial num relacionamento em que um é o líder e o outro o liderado.

Ao passar o feedback para o seu funcionário, coloque-se no lugar dele. Se fosse você você ali do outro lado da mesa, como você gostaria de ser tratado? Tenha isso em mente e aja desta maneira para que a reunião se dê da melhor maneira possível.

Falamos hoje sobre a importância do feedback para a sua empresa, mas você conhece outras práticas que ajudam na satisfação dos membros e clima organizacional? Leia o nosso artigo sobre as estratégias de endomarketing e domine a arte da retenção de membros.  

Compartilhe:
Share on FacebookShare on LinkedInEmail this to someoneTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on Pinterest
Comentários

Deixar um comentário